Indústria Verde

Indústria é parte da solução para contornar crise hídrica

Eletrodomésticos de última geração e soluções que diminuem impactos ambientais estão entrem as inovações

A água ocupa 70% da superfície terrestre, mas somente 1% pode ser utilizado para o consumo humano. Para reduzir desperdícios, é preciso levar inovação tecnológica para dentro de casa. A indústria tem apostado na produção de equipamentos e soluções que ajudam a diminuir os impactos ambientais das atividades rotineiras do dia a dia.

“A preocupação com o uso racional da água é grande e a indústria, cada vez mais atenta, se preocupa com a produção de equipamentos que consumam o mínimo de água possível. O consumidor pode agora se tornar mais eficiente do ponto de vista do uso desse recurso”, afirmou Gesner Oliveira, professor e coordenador do Centro de Estudos, Infraestrutura e Soluções Ambientas da Fundação Getulio Vargas (FGV).

EletrodomésticosO ecodesign, segmento que visa a produção de itens que primam pela sustentabilidade, vem sendo desenvolvido pelas indústrias desde a década de 1990 e hoje já apresenta resultados consideráveis.

Os modelos atuais das máquinas de lavar roupa, por exemplo, gastam metade do volume de água do que o modelo antigo gastava há 15 anos. A máquina de lavar louça, além de uma comodidade, usa seis vezes menos água do que se a louça fosse lavada na pia. São 16 litros de água por ciclo de lavagem, enquanto manualmente são 96 litros a cada lavagem.

No banheiro, que consome mais da metade da água usada nas residências, as inovações da indústria foram essenciais para reduzir o consumo. As torneiras com fechamento automático diminuíram 77% o uso da água na última década. O chuveiro, um dos maiores vilões do consumo de água nas residências, usa 79% menos do que os modelos de dez anos atrás, graças aos reguladores de vazão desenvolvidos pela indústria. Já o vaso sanitário diminuiu o consumo em quase metade nos últimos 20 anos: a utilização que era de 12 litros por dia ao dar descarga, passou para 6,8 litros.

Produção – A evolução sustentável também atingiu a forma como a indústria produz materiais e equipamentos que serão usados nas residências. “Tem havido uma melhoria significativa na eficiência do uso da água por parte da indústria que tem desenhado seu processo produtivo para reduzir o volume do recurso utilizado”, explicou Gesner.

A fabricação de um sabão líquido concentrado, por exemplo, gasta 40% menos água do que a fabricação do sabão líquido tradicional e tem o mesmo desempenho na lavagem. Em um único ano, os consumidores que optam por esse produto gastam 12,6 milhões de litros a menos de água, o suficiente para encher cinco piscinas olímpicas.