Indústria Verde

Adesão de quatro instituições fortalece atuação do Instituto Amazônia+21

Empresas passam a fazer parte do Conselho Estratégico, ampliando a promoção de negócios sustentáveis na Amazônia Legal

O Instituto Amazônia+21, iniciativa empresarial para a promoção de negócios sustentáveis na Amazônia Legal, se fortalece com a associação de quatro instituições: Santo Antônio Energia, da Energisa Rondônia, da White Solder e da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial. Elas passam a ter assento no Conselho Estratégico do instituto, onde já figura a Confederação Nacional da Indústria (CNI). O ato de formalização do ingresso dos novos associados acontece nesta terça-feira (28), às 10h, durante a Segunda Reunião Extraordinária do Conselho Estratégico.

O encontro será conduzido pelo presidente do Conselho Estratégico, Antônio Silva, que também é presidente da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas. A CNI será representada pelo presidente Robson Braga de Andrade, e a Ação Pró-Amazônia, instituição que reúne as federações de indústrias dos nove estados da Amazônia Legal, pelo presidente Marcelo Thomé, também CEO do instituto. Thomé destaca a atuação dos novos associados em áreas estratégicas, desde a produção e distribuição de energia até soluções tecnológicas para as empresas.

“Isso é fundamental, porque a Amazônia tem diversas realidades locais e as oportunidades de negócios sustentáveis estão em todos os segmentos produtivos, na indústria, serviços, comércio, agricultura, até o extrativismo”, afirma.

A Santo Antônio Energia tem na Hidrelétrica de Santo Antônio, no rio Madeira, uma referência de produção de energia de fonte renovável e desde sua instalação adota práticas visando à sustentabilidade e à conservação do bioma amazônico.

A Energisa Rondônia moderniza os sistemas de distribuição para levar energia aos 52 municípios do estado, inclusive com inovações como a instalação de placas solares em comunidades rurais, ribeirinhas e na floresta.

“Desenvolvimento sustentável depende de energia limpa e de qualidade, a Santo Antônio e a Energisa são parceiros fundamentais para os negócios sustentáveis na Amazônia”, destaca Thomé.

A White Solder trabalha toda a cadeia produtiva do estanho, da mineração da cassiterita até a fabricação de soldas. A prática da mineração sustentável rende ao grupo White Solder as mais importantes certificações e reconhecimento internacional de qualidade. A Associação Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) promove o debate entre empresas e o setor público para qualificar políticas públicas e ações estratégicas para aumento da competitividade da economia brasileira na era digital, com transformação digital e difusão de tecnologias e de novos modelos de negócios.

“A ABDI tem um papel fundamental, pois não dá para pensar desenvolvimento sustentável sem inovação, digitalização e avanço tecnológico. Já a parceria de grandes empresas viabiliza e fortalece empreendimentos na nossa região. Ao se associar com o Instituto Amazônia+21, a White Solder ela também sinaliza para que outras grandes empresas priorizem a sustentabilidade e invista na Amazônia”, finaliza Marcelo Thomé.

 

Fonte: Agência de Notícias da Indústria