Indústria Verde

Vulcabras investe em energia limpa em 100% de sua produção

A empresa do ramo de calçados terá, a partir de 2022, todas as unidades fabris abastecidas com energia eólica. Ações de economia circular também se destacam

A energia renovável é fonte de energia limpa, inesgotável e o seu uso traz inúmeras vantagens para a empresa e o meio ambiente. Ela se difere dos combustíveis fósseis principalmente em sua diversidade, abundância além de não emitir gases de efeito estufa.

A energia eólica é uma das fontes de energias renováveis que mais cresce em todo o mundo, já que não emite poluentes e também conta com uma fonte inesgotável para a sua geração, a força dos ventos.

A Vulcabras, fabricante de calçados, já está investindo nesse tipo de energia e terá, a partir de 2022, todas as suas unidades fabris abastecidas com energia eólica. Localizadas em Itapetinga (BA) e em Horizonte (CE), as fábricas serão supridas por um dos maiores complexos de energia eólica do mundo, o Rio do Vento, no Rio Grande do Norte. Operacionalizado pela Casa dos Ventos, o complexo terá capacidade instalada total de 1.038 MW.

As iniciativas da empresa, nesse sentido, estão alinhadas à estratégia da Confederação Nacional da Indústria (CNI) rumo a uma economia brasileira de baixo carbono, baseada em quatro pilares: transição energética, mercado de carbono, economia circular e conservação florestal.

A Vulcabras é a gestora de marcas de artigos esportivos das marcas Mizuno, Olympikus e Under Armour. Fundada em 1952, em Jundiaí (SP), possui mais de 16 mil colaboradores divididos em seis unidades: duas plantas fabris localizadas em Horizonte (CE) e Itapetinga (BA); e centros administrativos em Jundiaí (SP) e na capital paulista.

Aquisição – A empresa, em parceria com a Casa dos Ventos – líder no desenvolvimento de projetos de energia eólica no país –, fez um investimento de R$ 150 milhões para garantir que suas unidades fabris sejam abastecidas com energia eólica. O contrato prevê o fornecimento de energia limpa pelo período mínimo de 13 anos. A empresa fornecerá a totalidade do consumo da Vulcabras, equivalente à 7 megawatts (MW) médio.

“Esse é um momento histórico na jornada da Vulcabras, que tem como um de seus valores o pensar no amanhã. A parceria com a Casa dos Ventos ratifica esse nosso valor, e mostra que a Vulcabras não se preocupa apenas em ser sustentável, mas também em levar a todos os brasileiros o resultado disso”, afirma Pedro Bartelle, CEO da empresa.

Tênis de corrida – Aliado ao uso de energia renovável, a Vulcabras também desenvolve ações de economia circular (repensar, reduzir, reutilizar, reciclar e recusar). São diversas frentes: repensar de processos produtivos a hábitos e atitudes de colaboradores; reduzir a geração e o descarte de resíduos; reutilizar produtos e garantir o padrão de qualidade para o consumo consciente; e reciclar os resíduos gerados ao inseri-los na cadeia de produção ou na cadeia de parcerias estratégicas.

Todos os produtos já estão inseridos no processo de economia circular, mas faltava um produto 100% desenvolvido com insumos sustentáveis. Pensando nisso a empresa desenvolveu, pela marca Olympikus, o Corre 1 Eco, que é uma versão sustentável do tênis de corrida. Produzido com componentes reciclados e renováveis, o Corre 1 Eco conta com materiais como o EVA Verde, que é produzido a partir da cana-de-açúcar e está presente na sola e na palmilha do calçado. Além disso, o cabedal é feito com fios de poliéster reciclados a partir de garrafas plásticas e no solado há também borrachas especiais extraídas da seringueira. A partir de 2022, toda a produção será feita 100% com energia eólica.